Dunamis Vinhos | Notícias
149

Dunamis Tannat brilha na Avaliação Nacional de Vinhos

Novamente a variedade foi selecionada entre as 16 mais representativas da safra e se destacou com a opinião de um dos maiores enólogos do mundo

“Este vinho me impressiona muito. E também dá medo, como produtor de vinho do Chile, ver que a qualidade do vinho brasileiro está galopando rapidamente. Esse Tannat é uma maravilha, desde a cor até o final de boca. Nota-se uma técnica muito bem manejada e, com o tempo, será um vinho com muita vida e persistência. Creio que vai ser um produto sensacional, especialmente nesta colheita tão difícil. Minha nota é 94 pontos”. Foi assim que o enólogo francês Pascal Marty, responsável por alguns dos mais audaciosos projetos vinícolas do mundo, finalizou seu comentário sobre o tannat da Dunamis, durante a 24ª Avaliação Nacional de Vinhos, realizada no último sábado, dia 24. Pelo segundo ano consecutivo, a variedade da vinícola desfilou entre as 16 mais representativas da safra, diante dos mais de 850 apaixonados por vinhos que acompanharam o evento.

Elaborado a partir de uvas cultivadas em Dom Pedrito, na região da Campanha Gaúcha, o tannat reflete todo o cuidado que a vinícola possui, desde o manejo das uvas, passando pela colheita, até a vinificação e amadurecimento em barricas de carvalho, de onde a amostra foi extraída para participar da ANV. “Sem vinhedo não há bons vinhos. Todo grande vinho nasce em vinhedos de alta qualidade e se replica ao longo de todo o processo de elaboração. A Dunamis tem como filosofia buscar entregar mais do que oferece. Acho que esse vinho é reflexo disso”, destaca o sócio proprietário da Dunamis, José Antonio Peterle.

Com visual límpido e coloração vermelho violácea, o Dunamis Tannat une taninos macios com a delicadeza dos aromas de frutas como cereja e amora, além de especiarias como cravo e pimenta preta. Outra estrela entre os 30% mais representativos da Safra 2016 é o Dunamis Cabernet Franc, um tinto seco jovem, elegante e redondo em boca, ideal para beber em qualquer época do ano.

“Os dois vinhos reconhecidos pelos enólogos da ANV personificam bastante o espírito Dunamis de elaborar vinhos. São apaixonantes, redondos, delicados e ao mesmo tempo cheios de personalidade do terroir. São vinhos que carregam aquele espírito livre e descomplicado da Dunamis e que podem ser bebidos a qualquer momento. Porém, ao mesmo tempo, marcam profundamente quem os degusta”, explica o enólogo da vinícola, Vinícius Cercato, que conta ainda com a atuação do enólogo Thiago Salvadori Peterle e do enólogo sênior Cesar Azevedo na elaboração.

Cercato ressalta a atuação do time técnico da vinícola e do pessoal de campo, que trabalha no dia a dia do vinhedo, principalmente em uma safra com tamanha adversidade climática, com geadas, granizo e chuvas acima da média. “O vinho que recebeu 94 de um degustador tão importante e que encantou as 850 pessoas que participaram da Avaliação é resultado de trabalho árduo. Lembro de uma semana em setembro de 2015 quando trabalhamos de forma preventiva e contínua para tentarmos evitar grandes perdas de uvas que se transformariam nesse vinho. Tivemos uma longa jornada até chegarmos aqui e foi resultado de muito carinho e amor pelo vinho”, destaca.

Neste ano, a Avaliação recebeu 241 amostras inscritas por 46 vinícolas de seis estados brasileiros. As degustações ocorreram às cegas por um time de 90 enólogos convidados pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), entidade promotora do evento, entre os dias 18 e 25 de agosto, no laboratório de análise sensorial da Embrapa Uva e Vinho. Após rigorosos critérios de avaliação, foram selecionadas 74 amostras (30%) como as mais representativas da Safra 2016. Destas, 16 foram selecionadas para apreciação do público – entre elas o Dunamis Tannat.

“Os resultados dos dois últimos anos coroam mais de uma década de investimento. Esse desempenho nos dá alegria e estímulo para continuarmos acreditando no vinho brasileiro e na valorização do terroir da Campanha Gaúcha”, conclui o sócio proprietário da Dunamis.

O comentarista dos 94 pontos
Engenheiro agrônomo e enólogo francês formado pelo Instituto de Enologia de Bordeaux, foi winemaker da Baron Philippe de Rothschild, onde implantou e acompanhou a gestão da associação franco-america com Robert Mondavi, que resultou no Opus One, projeto considerado o primeiro vinho ultra premium do mundo.

Sobre a Dunamis
Vinhos e espumantes ideais para serem degustados a qualquer momento. Esse é o principal conceito da Dunamis Vinhos e Vinhedos, uma vinícola jovem, criada em 2010 por José Antonio Peterle, um apaixonado pelo vinho que assumiu a prerrogativa de explorar a riqueza das terras da Campanha Gaúcha para desenvolver sua paixão. Desde então ele conta com a presença ativa dos filhos na operação e do sobrinho e gerente geral da empresa, Celso Gromowski.

Os enólogos Thiago Salvadori Peterle e Vinícius Cercato compõem o time que tem à frente o enólogo sênior Cesar Azevedo, com a missão de descomplicar o consumo do vinho sem abrir mão da elegância. A jovialidade dos profissionais se traduz nas garrafas das bebidas que carregam o rótulo Dunamis: vinhos e espumantes descontraídos e versáteis.

Contando com produções de uva próprias, a Dunamis possui ampla equipe para o acompanhamento dos vinhedos, garantindo que todo o processo seja marcado por excelente qualidade. Ao todo, são 15 hectares de vinhedos em Dom Pedrito para a produção de vinhos finos e outros 10 hectares na cidade serrana de Cotiporã, de onde saem uvas para produção de espumantes.

Foto: Jeferson Soldi

  • Compartilhe